RSS

Arquivo mensal: setembro 2015

COMO RESOLVER ERRO AO ABRIR O INICIAR NO WINDOWS 10

Aqueles que fizeram uma instalação do Windows 10, podem passar por pequeno problema: o botão Iniciar deixa de responder ou simplesmente não abre.

O problema, que aparece em mais frequência para aqueles que fizeram um upgrade do Windows 7/8/8.1 tem uma solução fácil. Veja como neste tutorial.

COMO RESOLVER ERRO AO ABRIR O INICIAR NO WINDOWS 10

Essa solução é válida para casos onde tanto o iniciar como a barra de pesquisa do Windows ou não funcionam ou aparecem por alguns segundos e depois desaparecem.

A solução mais rápida é alternar para o Modo tablet e depois retornar ao modo comum. Basta clicar no ícone localizado na Central de Ações para desativar ou ativar o Modo Tablet.

botao-iniciar-2

Se ao fazer isso o botão continuar a problemas, será necessário usar o prompt de comando. É preciso estar conectado com uma conta com direitos de administrador, caso não esteja, conecte-se.

Clique com o botão direito do mouse sobre o botão de iniciar e escolha Prompt de comando (Admin).

botao-iniciar-3

Digite powershell para alternar o prompt de comando para o modo Powershell.

botao-iniciar-4

Copie e cole o seguinte comando Get-AppXPackage -AllUsers | Foreach {Add-AppxPackage -DisableDevelopmentMode -Register “$($_.InstallLocation)\AppXManifest.xml”}.

botao-iniciar-5

Aguarde o processo ser finalizado.

botao-iniciar-6

Tanto o botão iniciar como a barra de pesquisa voltarão a funcionar corretamente. Caso não volte, reinicie o computador. Se o comando não solucionar o problema, deixe sua pergunta para que possamos juntos achar uma solução.

Curta e compartilhe
GERATI SOLUÇÕES EM TI
http://www.gerati.com.br

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 18, 2015 em Windows 10

 

Tags: , , , , , , ,

Bug no Whatsapp pode ter afetado 200 milhões de usuários

whatsapp-g1

Empresa de segurança alerta para brecha em versão para PCs de aplicativo de mensagens instantâneas que permite envio de programas maliciosos.

Um bug no aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp pode colocou seus 200 milhões usuários em risco de fraudes eletrônicas. A informação veio da empresa de segurança da informação Check Point.

Segundo a empresa, a vulnerabilidade no aplicativo afeta apenas a versão para computadores do WhatsApp, mas permite que hackers distribuam programas maliciosos como vírus ou do tipo ransomware – usados para “sequestrar” computadores e extorquir usuários por “resgate”.

“Cartão virtual”

O WhatsApp foi alertado sobre o problema em 21 de agosto e na semana seguinte criou um patch (remendo) para corrigir a falha. A Check Point recomenda aos usuários que atualizem suas versões imediatamente para aproveitar o ajuste.
O aplicativo para computadores é uma versão do programa utilizado em telefones celulares ao redor do mundo, inclusive no Brasil, onde é o app mais usado para o envio de mensagens instantâneas. O número de usuários globais em smartphones é de 900 milhões, com 200 milhões também usando PCs.

Em fevereiro do ano passado, o WhatsApp foi comprado pelo Facebook. Segundo a Check Point, a vulnerabilidade foi causada pela maneira como o programa lida com o envio de contatos no formato cartão virtual (vCard). Ele dava brecha para que hackers enviassem vCards falsos contendo programas maliciosos “escondidos”. Quando clicado, o vCard infectaria os computadores.

Para um especialista em segurança, o Whatsapp também tem brechas que hackers podem explorar para obter números de telefone celular e enviar programas maliciosos.
“O Whatsapp é uma plataforma cruzada para o envio de mensagens instantâneas, então a chance de alguém abrir um vCard é bem grande”, afirma Mark James, da firma ESET

Curta
Gerati Soluções em TI

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 9, 2015 em Windows XP

 

MAIL FALSO SOBRE O UPGRADE DO WINDOWS 10 TRAZ MALWARE

Um email falso sobre o upgrade do Windows 10 oferece um link para um suposto “instalador” do sistema operacional que na verdade é um malware.

Este email falso com título “Seu Windows 10 está disponivel” avisa que a atualização gratuita já está disponível para quem fez a reserva e inclui um link onde o usuário deve baixar o suposto instalador.

Se o usuário clicar no link “Instalador Windows 10” oferecido no email falso, ele será redirecionado para um endereço que não tem nada a ver com a Microsoft e o malware será instalado.

O email também inclui um link que supostamente seria para a instalação da ferramenta Media Creation Tool, mas que também leva ao malware.

Como o novo sistema operacional da Microsoft está mesmo disponível como um upgrade gratuito, não chega a ser uma surpresa ver que golpes explorando isso já apareceram na Web.

O texto do email falso sobre o upgrade do Windows 10 pode ser lido na íntegra abaixo:

“Quando chegará minha atualização gratuita?

Se você reservou a sua atualização gratuita, ela está a caminho. Você faz parte da maior onda de atualização de software que já existiu e estamos gerenciando este processo de forma que todos possam ter uma boa expeiência.

Sua Atualização está disponivel. Comece agora a utilizar o mais novo e prático sistema operacional ja lançado.

Instalador Windows 10 (link removido)

Até lá, você pode sempre verificar a evolução da sua atualização no aplicativo Atualizar para Windows 10. Você pode encontrar o aplicativo clicando no ícone de Windows localizado no lado inferior direito da sua barra de tarefas.

Não pode esperar? Se você estiver mais preparado tecnicamente, pode usar o Media Creation Tool (link removido) para instalar imediatamente em um ou mais dispositivos.”

**Se você receber este email, apague-o imediatamente. Saiba mais sobre o upgrade acesse o site da Microsoft.

Curta e compartilhe
Gerati Soluções em TI

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 8, 2015 em Noticias

 

Tags: , , , , , ,

Google, Netflix e Microsoft se unem para criar novo formato de vídeo

codecs

Alliance for Open Media possui ainda por Intel, Cisco, Amazon e Mozilla.
Grupo quer criar formato transmitido por qualquer banda de internet

Um grupo de sete companhias de tecnologia se uniram para formar a Alliance for Open Media, uma entidade voltada a criar um novo formato de vídeo que tenha tecnologia aberta. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 1º, por Amazon, Cisco, Google, Intel, Microsoft, Mozilla e Netflix.

Os gigantes tentarão desenvolver um novo tipo de conteúdo capaz de aliar alta qualidade de vídeo, áudio, imagem e que seja capaz de ser transmitido por streaming para todo tipo de dispositivo de forma mais ágil.

Além disso, o novo formato será feito para rodar na internet, poderá ser transmitido por qualquer largura de banda e ser exibido em telas de quaisquer aparelhos, seja lá quais forem suas resoluções ou configurações de imagem.
A Alliance for Open Media não informou em que estágio estão os trabalhos para a criação do novo formato nem quando pretende apresentá-lo. A organização se limitou apenas a comunicar que ainda neste ano divulgará informações de como outras empresas poderão aderir.

A entidade reúne empresas interessadas na disseminação de vídeos adaptáveis, desde criadoras de softwares e hardwares como Intel, Microsoft e Cisco a desenvolvedores de serviços conectados como plataformas de vídeo e navegadoras, como Mozilla e Google. Há ainda no grupo as produtoras e distribuidoras de conteúdo Amazon e Netflix.

“A expectativa dos consumidores para a entrega de vídeo continua a crescer, e corresponder à expectativa deles requer a energia concentrada de um ecossistema inteiro”, afirmou Gabe Frost, o diretor-executivo da Alliance For Open Media

Curta
Gerati Soluções e Ti
www.gerati.com.br

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 2, 2015 em Noticias

 

Tags: , , , , , , ,