RSS

Arquivo mensal: julho 2019

Mito ou verdade: fechar apps no Android ou iOS ajuda a economizar bateria?

mito ou verdade

Se você nunca teve o hábito de fechar todos os apps em segundo plano no seu smartphone Android ou iOS, certamente conhece alguém que faz isso o tempo todo. Quem tem aparelhos muito simples normalmente faz isso com a intenção de limpar a memória RAM e ter mais desempenho, mas a maior justificativa para esse tipo de coisa é diminuir o consumo de bateria.

Mas será que fechar todos os apps recentes realmente ajuda a economizar bateria em um smartphone. De acordo com os chefes de desenvolvimento do Android, Hiroshi Lockheimer, e do iOS, Craig Federighi, essa história não passa de um mito.

Responsável pelo Robô, Lockheimer explicou em um tweet de 2016 que o Android é otimizado para gerenciar os apps em segundo plano sozinho. “Mexer com isso [fechando apps manualmente] só causa mais problemas”, disse no microblog em resposta a um usuário.

Federighi, por sua vez, respondeu a um usuário do iOS, também em 2016, falando algo parecido. Ele afirmou que fechar apps manualmente não é necessário e não ajuda na economia de bateira. De acordo com a Apple, o usuário só precisa fechar apps do sistema quando eles não estiverem funcionando adequadamente.

Tanto o Android quanto iOS têm seus próprios sistemas de gerenciamento de bateira, balanceando o uso da memória RAM, de energia e de outros recursos do sistema. No momento em que você sai de um app e vai para outro, ambos os SOs “congelam” o app e limitam drasticamente sua atividade em segundo plano. Esses apps podem consumir um pouco de dados móveis, mas o tanto de energia que eles requerem é irrisório a ponto de ser interessante fechá-los.

Isso porque, quando você fecha os apps, o celular precisa trabalhar muito mais para trazê-los de volta quando você clica novamente no ícone dessas ferramentas. Assim, você gasta mais energia abrindo e fechando esses softwares do que deixando eles quietos lá no gerenciador de recentes.

Fonte: tecmundo.com.br

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em julho 31, 2019 em Noticias

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Falha crítica no VLC Media Player descoberta pela agência alemã de segurança cibernética

Patch já em andamento, nenhum ETA ainda

vlc_101_w7_1

Uma falha de segurança crítica no VLC Media Player foi descoberta recentemente pelo pela empresa de segurança alemã CERT-Bund. Assim, de acordo com a empresa, um ataque bem-sucedido permitiria a execução remota de código. Portanto, uma falha crítica no VLC Media Player descoberto pela agência alemã de segurança cibernética.

A vulnerabilidade existe no VLC Media Player versão 3.0.7.1, de acordo com o comunicado oficial CVE-2019-13615, que é a última versão estável do aplicativo.

O VideoLAN VLC media player 3.0.7.1 possui um buffer baseado em heap sobre-lido em mkv :: demux_sys_t :: FreeUnused () em modules/demux/mkv/demux.cpp quando chamado de mkv::Open em modules/demux/mkv/mkv.cpp”, observa o CVE.

Segundo o documento, uma exploração bem-sucedida da vulnerabilidade permite a divulgação não autorizada de informações, a modificação não autorizada de arquivos e a interrupção do serviço.

Falha crítica no VLC Media Player descoberto pela agência alemã de segurança cibernética. Patch já em andamento para todas as plataformas

playback-medium2

A empresa-mãe VideoLAN já iniciou o desenvolvimento de um patch há aproximadamente quatro semanas. A correção já está 60% concluída, conforme o indicador de status de trabalho desta página.

Porém, não há detalhes sobre se a vulnerabilidade foi usada para qualquer ataque. No entanto, agora que a falha de segurança é pública, há uma chance de que o número de ataques possa aumentar, especialmente contra vítimas de alto perfil.

O VLC Media Player é um dos melhores e, ao mesmo tempo, um dos aplicativos mais populares do gênero, podendo reproduzir quase todos os formatos multimídia existentes. Ele está disponível em várias plataformas e é oferecido sem nenhum custo, o que o torna obrigatório para um número substancial de usuários, independentemente do sistema operacional ou do dispositivo.

De acordo com o WinFuture, a vulnerabilidade existe em várias versões do VLC Media Player para plataformas de desktop. Portanto, os clientes Windows, Linux e UNIX do aplicativo foram afetados. No entanto, parece que o macOS não é afetado pelo bug.

Fonte: winfuture.de

 
Deixe um comentário

Publicado por em julho 24, 2019 em Noticias

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Ataque rouba senhas bancárias adulterando 180 mil roteadores de internet no Brasil

network cables connected to switch

A fabricante de antivírus Avast publicou um alerta sobre dois ataques que adulteram as configurações de roteadores de internet no Brasil. A modificação — feita em pelo menos 180 mil equipamentos só no primeiro semestre de 2019 — desvia os acessos a determinados sites para páginas clonadas, que remetem qualquer senha digitada aos hackers.

O redirecionamento muda o destino de serviços bancários e peças publicitárias, além de enviar um código de mineração de criptomoeda ao navegador da vítima.

Os alvos do ataque são roteadores domésticos, como os cedidos por operadoras e provedores de internet ou adquiridos por conta própria no mercado para acesso à rede (veja lista de modelos abaixo). Os códigos desenvolvidos pelos hackers são colocados em sites falsos e abusam do funcionamento simplificado e das senhas de fábrica desses equipamentos para substituir a configuração automática transmitida pelo provedor.

Para se proteger, a principal medida é a troca da senha que vem configurada de fábrica do equipamento. Se o aparelho estiver configurado com uma senha diferente da original, o código não é capaz de prosseguir com a adulteração.

Um dos ataques em atividade, chamado de “GhostDNS” ou “Novidade”, já era conhecido. O outro, denominado “SonarDNS”, é considerado novo. Segundo a Avast, os produtos da empresa detectaram 180 mil roteadores adulterados e bloquearam milhões de tentativas de ataque.

Os criminosos inserem os códigos em páginas falsas. Quando a página é visitada, o código tenta realizar a mudança na configuração por meio do próprio navegador, o que pode ocorrer de maneira silenciosa ou com um aviso falso na tela sobre uma “atualização do leitor de vídeo”. Nenhum programa é baixado para o computador para realizar esse ataque: tudo acontece pela rede e pelo “envenenamento” do roteador.

avisofalsodns

Se a modificação no roteador for realizada com sucesso, a navegação na internet passará a depender de um serviço de DNS (Domain Name System) operado pelos criminosos. O DNS é o “102” da internet, responsável por descobrir os números (endereços IP) relacionados a nomes, como “gerati.com.br”. O DNS usado no acesso à internet é normalmente fornecido pelo provedor contratado.

Obtendo o controle do DNS da vítima, os hackers podem oferecer endereços IP falsos para os endereços consultados, levando o usuário a uma página clonada criada pelos próprios criminosos em vez do destino correto.

Três em um

Os golpistas redirecionam os acessos para três finalidades: roubo de senhas, desvio de anúncios publicitários e inserção de código de mineração de criptomoedas.

O roubo de senhas acontece quando a vítima digita a senha na página clonada, entregando os dados para os criminosos. O desvio de anúncios substitui peças publicitárias exibidas na internet, o que pode render dinheiro para os hackers.

Por fim, os códigos de mineração de criptomoedas fazem o computador da vítima trabalhar para conseguir essas moedas digitais, consumindo mais energia elétrica e prejudicando a bateria de notebooks e celulares. Os golpistas também ganham dinheiro com isso, já que a participação no processo de mineração de criptomoedas dá direito a parte dos lucros obtidos com a venda dessas moedas.

Dessa forma, um único ataque permite que o criminoso obtenha vantagem de três maneiras diferentes. Mesmo que alguém não acesse serviços bancários para ser vítima do roubo de senha, o hacker ainda pode faturar com as outras duas atividades.

Equipamentos atacados

Segundo a Avast, os modelos de roteadores abaixo estão entre os atacados:

  • TP-Link TL-WR340G / WR1043ND
  • D-Link DSL-2740R / DIR 905L
  • A-Link WL54AP3 / WL54AP2
  • Medialink MWN-WAPR300
  • Motorola SBG6580
  • Realtron
  • GWR-120
  • Secutech RiS-11 / RiS-22 / RiS-33

As seguintes combinações de usuário e senha são programadas no código: usuário “admin”, senhas “admin”, “12345”, “123456”, “gvt12345”, “vivo12345”; usuário “root”, senha “root” e usuário “super”, senha “super”. Todas essas são senhas de fábrica ou configuradas pela operadora e, portanto, devem ser trocadas pelo consumidor.

Os passos para trocar a senha variam de equipamento para equipamento. Recomenda-se consultar o manual do produto ou o suporte técnico do provedor para receber orientações. Em alguns casos, pode ser necessário realizar um “reset” (um botão especial no equipamento que restaura os ajustes de fábrica) para garantir que nenhuma adulteração dos hackers tenha permanecido no equipamento.

A Avast também aconselha atualizar o “firmware” (software embarcado) do roteador para a versão mais recente. Esse procedimento também varia dependendo do modelo. Diferente de atualizações para aplicativos no celular ou no computador, essas atualizações normalmente não são baixadas e instaladas de maneira automática. É preciso baixar o arquivo específico do modelo no site do fabricante e seguir à risca as instruções de atualização.

Em caso de dúvida, a versão gratuita do antivírus Avast inclui um recurso chamado “Wi-Fi Inspector” que verifica se o roteador foi adulterado.

Fonte: Avast

 
Deixe um comentário

Publicado por em julho 18, 2019 em Internet

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Cartucho raro de Atari vai a leilão por mais de R$ 330 mil

Raro cartucho de Atari 2600 chamado Extra Terrestrials é posto em leilão pela primeira vez com preço que ultrapassa os R$ 300 mil.

Um raro cartucho de Atari 2600 chamado “Extra Terrestrials” foi colocado em leilão por US$ 90 mil, mais de R$ 335 mil em conversão direta. O raro jogo não deve ser confundido com o fracassado E.T. baseado no filme “E.T.: O Extraterrestre”, apesar de que seus criadores do estúdio Skill Screen Games esperavam que as similaridades ajudassem a vendê-lo. O título foi lançado de maneira independente em 1984, logo após o grande crash da indústria, por isso apenas 100 cópias foram produzidas. Ainda assim, especialistas dizem que o preço de US$ 90 mil pode ser um exagero.

A Skill Screen Games era um estúdio canadense, o que torna “Extra Terrestrials” o único game do Canadá no Atari 2600. Após o grande crash da indústria em 1983, o game não conseguiu uma empresa que o publicasse e a produtora fabricou apenas 100 unidades para vender de porta em porta. Esse nível de raridade fez com que o jogo sequer fosse conhecido até 2011 quando o Personal Computer Museum no Canadá recebeu uma cópia do game e conseguiu descobrir sua história.

cartucho-atari-2600-extra-terrestrials-leilao

Atualmente há apenas 5 cópias conhecidas do jogo em circulação, três delas no próprio museu e uma com o programador original do jogo, Herman Quast. A quinta é a cópia em questão que estão em leilão no site eBay, vendida por um usuário de apelido “gamewizard69” com um histórico de compras com 100% de feedback positivo. Segundo ele, obteve o cartucho em uma localidade próxima ao local de produção.

O jogo em si é uma espécie de Pac-Man simples no qual um jogador controla diferentes alienígenas e precisa pegar itens pelo mapa enquanto o outro controla algum tipo de inimigo que destrói o extraterrestre se conseguir pegá-lo. Diferente de Pac-Man o personagem não anda sozinho e atravessar as passagens do “labirinto” com precisão parece ser mais complicado e parte do desafio.

Especialistas em games retrô no entanto, como o site Racket Boy, avaliaram que o cartucho valeria algo entre US$ 7 mil (em torno de 26 mil) e US$ 15 mil (por volta de R$ 56 mil). O preço, porém, é algo difícil de se avaliar quando é o primeiro leilão de um jogo e não há base para comparação. Outros games raros do Atari 2600 como “Air Raid” já foram vendidos por até US$ 33 mil (aproximadamente R$ 123 mil).

Fonte: Techtudo

 
Deixe um comentário

Publicado por em julho 17, 2019 em Noticias

 

Tags: , , , , , , , , , , ,