RSS

Arquivo da tag: Tecnologia e Inovação

Falha no WhatsApp pode permitir que estranhos leiam mensagens de grupos

01

Pesquisadores da Ruhr University Bochum, na Alemanha, descobriram uma forma de quebrar a privacidade em aplicativos de mensagens, como o WhatsApp. Com o acesso ao servidor é possível adicionar contatos em grupos sem a permissão do administrador. Desta forma, a pessoa infiltrada conseguiria ter acesso às conversas.

A brecha levanta o debate a respeito da criptografia usada no aplicativo. Desde quando a tecnologia ponta a ponta passou a ser usada no WhatsApp em 2016, a empresa diz que nem ela própria teria acesso às mensagens. No entanto, um funcionário com acesso aos servidores da empresa poderia usar a falha para adicionar um membro e ler mensagens trocadas em um grupo.

WhatsApp para iPhone salva sua mensagem de voz em caso de imprevistos

A vulnerabilidade tem um conceito simples, porém a sua exploração é complexa. Ela usa a regra de apenas o administrador de um grupo fazer o convite para novos participantes. O problema está em não haver qualquer tipo de autenticação para esses convites. Um hacker que tenha o controle do servidor, por exemplo, poderia adicionar um contato dentro de um grupo, sem a permissão dos membros ou do próprio administrador.

O infiltrado passaria a ter os mesmo privilégios dos participantes. Todos os membros compartilhariam da chave criptografada, permitindo que o penetra possa ler as conversas após ser adicionado. As mensagens antigas trocadas dentro do grupo não poderiam ser visualizadas.

Assim como acontece com contatos adicionados normalmente, o grupo veria a mensagem de alerta da adição de um novo participante. O problema, apontado pelos pesquisadores, é que um hacker com o controle do servidor poderia atrasar o alerta ao bloquear este tipo de mensagem.

A descoberta joga desconfiança na criptografia ponta a ponta do WhastsApp. Na teoria, a empresa poderia ser forçada por governos a usar o artifício para grampear grupos. Vale lembrar que aqui no Brasil, por exemplo, o aplicativo chegou a ser bloqueado por não colaborar com a Justiça. Alguns países, com a premissa de garantir a segurança, sugeriram até que o app desenvolva um backdoor, uma forma de se ter acesso às conversas criptografadas

Resposta do WhatsApp

Os pesquisadores reportaram a falha ao WhatsApp em julho de 2017. Como resposta, a empresa melhorou a segurança do aplicativo, tornando mais difícil identificar as mensagens mesmo que um invasor consiga decifrar a chave criptográfica.

Entretanto, a falha que permite adicionar pessoas em grupos não vai ser corrigida. O motivo é a dificuldade da vulnerabilidade ser explorada, segundo o próprio WhatsApp, já que, além do controle do servidor, o infiltrado seria rapidamente identificado por conta do alerta de novos membros. Outro motivo é que mudar a tecnologia para prevenir este tipo de ataque eliminaria o recurso que permite que um membro seja adicionado ao clicar em uma URL.

Pedidos e cotações

Acessar-o-link-agora

zap

Skype: gerati.vendas

Curta e Compartilhe

CONTATO DIRETO: comercial@gerati.com.br
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
►Para DÚVIDAS, MANUTENÇÃO, SUPORTE ou COMPRA DE PCs temos as CONSULTORIAS onde você terá suporte do próprio dono do canal pessoalmente te ajudando com tudo!
Entre em contato pelo e-mail: comercial@gerati.com.br
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

► Site : http://www.gerati.com.br
► Serviços exclusivos: http://geratisolucoes.com.br
► Facebook : https://www.facebook.com/gerati.loja/
► Facebook : https://www.facebook.com/geratisolucoesti
► Blog: https://gerati.wordpress.com/
► Twitter: https://twitter.com/Gerati_Games
► Video: https://www.youtube.com/user/geratisolucoesti

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em janeiro 11, 2018 em Noticias

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Google libera Files Go, app que ajuda a gerenciar armazenamento no celular

Ferramenta ajuda a economizar, em média, 1 GB de espaço e compartilhar vários arquivos com outras pessoas sem usar nenhum dado
FilesGo-abre-01

Após passar um mês testando a versão beta do aplicativo Files Go, o Google finalmente liberou a versão oficial nesta terça-feira (05/12) da ferramenta que ajuda a organizar e gerenciar os arquivos de forma mais inteligente no seu celular.

Segundo a empresa, o app usa uma abordagem voltada para dispositivos móveis para liberar espaço, localizar arquivos mais rapidamente e compartilhá-los com facilidade com outras pessoas.

Nos testes, os usuários economizaram, em média, 1 GB de espaço e compartilharam arquivos com outras pessoas sem usar nenhum dado. Isso porque um dos recursos da ferramenta permite compartilhar arquivos offline, transferindo diretamente do seu smartphone para o smartphone de um amigo próximo via Wi-Fi.

“Com o número crescente de imagens, vídeos, apps e documentos que vão se acumulando, tudo acaba se transformando em uma bagunça: fica difícil encontrar o que você precisa quando mais precisa, e seu smartphone fica lento e começa a falhar”, escreve Caesar Sengupta, Vice-presidente da equipe Next Billion Users do Google em comunicado sobre o aplicativo. “Todos acabamos chegando a esse ponto em que é necessário escolher o que salvar e o que excluir”, completa.

FilesGo-Interna-02

O Files Go ocupa cerca de 6MB de espaço e ajudará você com as seguintes tarefas:

● Liberar espaço: você receberá sugestões personalizadas sobre quais arquivos excluir, sejam eles apps não usados, arquivos grandes, arquivos duplicados ou memes e vídeos em baixa resolução detectados usando a tecnologia Mobile Vision do Google;

● Localizar arquivos mais rapidamente: você não precisará mais navegar por um labirinto de pastas, uma vez que o app usa filtros inteligentes que organizam automaticamente suas imagens, vídeos, apps, documentos e etc;

● Fazer backup de arquivos para a nuvem: se você quiser salvar um arquivo para sempre, selecione-o no menu “Arquivos” e faça backup dele no Google Drive ou em qualquer outro app de armazenamento na nuvem;

● Compartilhe arquivos offline: transfira ​diretamente ​do ​seu ​smartphone ​para ​o smartphone ​de ​um ​amigo ​que ​estiver ​por ​perto ​sem ​precisar ​usar ​nenhum ​dado ​móvel. ​As transferências ​são ​criptografadas, ​rápidas ​(até ​125 ​Mbps) ​e ​gratuitas.

O aplicativo está disponível mundialmente na Google Play Store para smartphones com Android 5.0 (Lollipop) ou versão posterior. Segundo o Google, não há ainda previsão para liberar a ferramenta para aparelhos iOS.

Pedidos e cotações

Acessar-o-link-agora

zap

Skype: gerati.vendas

Curta e Compartilhe

CONTATO DIRETO: comercial@gerati.com.br
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
►Para DÚVIDAS, MANUTENÇÃO, SUPORTE ou COMPRA DE PCs temos as CONSULTORIAS onde você terá suporte do próprio dono do canal pessoalmente te ajudando com tudo!
Entre em contato pelo e-mail: comercial@gerati.com.br
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

► Site : http://www.gerati.com.br
► Serviços exclusivos: http://geratisolucoes.com.br
► Facebook : https://www.facebook.com/gerati.loja/
► Facebook : https://www.facebook.com/geratisolucoesti
► Blog: https://gerati.wordpress.com/
► Twitter: https://twitter.com/Gerati_Games
► Video: https://www.youtube.com/user/geratisolucoesti

 
Deixe um comentário

Publicado por em dezembro 6, 2017 em Noticias

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Pela 1º vez, brasileiros vencem a Olimpíada Internacional de Tecnologia e Inovação

t.jpg

Dois jovens brasileiros ganharam a Olimpíada Internacional de Tecnologia e Inovação, conquistando pela primeira vez o título para o país. Eles também levaram para casa o prêmio de cinco mil francos suíços (R$ 16 mil), visto que a competição aconteceu no Idiap Research Institute, em Martigny, na Suíça.

Os consagrados foram Fábien Giovanni de Oliveira, de 22 anos, estudante do 4° ano de Engenharia de Controle e Automação da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), e Renato Rodrigues, de 27 anos, mestrando em Estratégia e Inovação em Engenharia de Produção na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).
Eles desenvolveram o “Milênio Bus”, projeto que integra a Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) com o transporte público por meio de um hardware e um aplicativo de celular“O objetivo é trabalhar com pagamentos digitais, informações ao passageiro e geração de dados com Big Data”, explica Oliveira em entrevista à GALILEU.
Para ganhar a olimpíada, foi necessário muito mais do que apenas uma boa proposta. A competição durou três semanas, e nesse período os jovens assistiram aulas de negócios, e venture capital, por exemplo, com professores e especialistas. Eles tiveram que usar esse tempo para aprimorar o projeto para que ele pudesse se tornar uma startup com potencial de aplicação no mercado.
Ao todo, 40 pessoas participaram da disputa, sendo que elas foram divididas em sete equipes. No dia de encerramento da olimpíada, os grupos tiveram que se apresentar por quatro horas para uma banca de avaliadores e investidores. “Se eu pudesse mensurar o dia mais difícil, eu diria que é o último”, afirma Oliveira. “Porque ali você coloca em jogo toda dedicação e esforço de três semanas.”
Para Rodrigues, a adaptação ao idioma e ao fuso horário também foram complicados. “A gente gravava os feedbakcs dos jurados no celular e escutava várias vezes no quarto até entender o que eles estavam falando”, revela Rodrigues.
Apesar disso, ele se orgulha do prêmio, principalmente porque diz ter trabalhado com poucos recursos e condições adversas. “O brasileiro é um povo bem criativo, temos que valorizar nossa resiliência”, opina.
Processo seletivo
O empenho dos dois durou mais que algumas semanas. O processo de seleção foi criterioso. Ele começou no início do ano e consistiu no preenchimento de diversos formulários online. Na segunda fase, os aprovados tinham que mandar um resumo profissional e acadêmico, além de cartas de recomendações.
A terceira e última fase reuniu 40 selecionados do mundo todo em um grupo do LinkedIn, e foi neste momento que eles se separaram em duplas ou trios. O passo seguinte foi encaminhar um plano de negócios e um vídeo sobre a proposta de projeto.
Oliveira e Rodrigues não foram trabalhar juntos de “paraquedas”. Eles se conhecerem em dezembro de 2016, quando participaram de uma Hackathon — maratona de programação — em Campinas, no interior paulista. “Percebi um grande potencial em Renato e ele também percebeu o mesmo de mim, e foi então que resolvemos formar uma equipe”, comenta Oliveira.
Futuro
Vencer a olimpíada não foi o passo final. Os estudantes pretendem continuar trabalhando para melhorar a educação e vida da sociedade. Em relação ao “Milênio Bus”, os dois vão se organizar para aprimorá-lo.
“Estou com planos de desenvolver um projeto bem legal na área de tecnologia, inicalmente em minha cidade natal, Ouro Fino (MG)”, fala Oliveira. “Aguardem por novas informações, será uma surpresa muito legal para todos.” (Estamos ansiosos!).
 

Curta e Compartilhe

CONTATO DIRETO: comercial@gerati.com.br
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
►Para DÚVIDAS, MANUTENÇÃO, SUPORTE ou COMPRA DE PCs temos as CONSULTORIAS onde você terá suporte do próprio dono do canal pessoalmente te ajudando com tudo!
Entre em contato pelo e-mail: comercial@gerati.com.br
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

► Site : http://www.gerati.com.br
► Serviços exclusivos: http://geratisolucoes.com.br
► Facebook : https://www.facebook.com/gerati.loja/
► Facebook : https://www.facebook.com/geratisolucoesti
► Blog: https://gerati.wordpress.com/
► Twitter: https://twitter.com/Gerati_Games
► Video: https://www.youtube.com/user/geratisolucoesti

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

ANTES DE COMENTAR LEMBRE-SE:
►Não é permitido SPAM.
►Seja agradável com os outros como gostaria que fossem com você.
►Não use palavrões ou vocabulário vulgar.
►Evite Perguntas técnicas nos comentários.
para sua segurança e do seu PC.
QUEM NÃO SEGUIR AS REGRAS SERÁ BLOQUEADO!
Essas medidas são para proteger você de DANIFICAR SEU PC por conselhos erradas de terceiros como infelizmente já aconteceu!

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 29, 2017 em Noticias

 

Tags: , , , , , , , , ,