RSS

Arquivo da tag: windows server 2008

Remover partições com o Microsoft DiskPart*

DiskPart*

O Microsoft DiskPart é uma ferramenta poderosa que você pode executar na linha de comando sem usar uma interface gráfica. A ferramenta é mais flexível do que Gerenciamento de Disco.

Para executar o DiskPart:

  1. Digite DiskPart na linha de comando ou invoque a ferramenta na janela Executar. Uma mensagem de controle de conta de usuário aparece.
  2. Forneça direitos de administrador para a ferramenta e aceite a mensagem para executar a ferramenta.

diskpart01

O DiskPart tem muitas opções e comandos. Consulte as etapas básicas abaixo para inicializar e apagar uma unidade.

Primeiro, selecione a unidade em que você está trabalhando:

  • List disk: Mostra a lista de discos e unidades flash USB conectados
  • Sel disk (select disk): Seleciona o escopo para trabalhar
  • Clean all: Remove as informações de partição e de volume do dispositivo selecionado

Em seguida, com o dispositivo limpo (no estado de fábrica), crie partições e formate-as. Selecione a unidade e digite os seguintes comandos para criar partições:

  • List part: Mostra a lista de partições disponíveis na unidade (no estado de fábrica, não há partições)
  • Sel part: Usado para selecionar uma partição para trabalhar
  • Del part: Usado para remover a partição selecionada

Se você não tiver partições, poderá criar uma partição nova.

Create part primary: Este comando cria uma partição primária do tamanho total da unidade. Você pode também especificar uma partição estendida, uma partição lógica, ou especificar o tamanho desejado para a partição usando size=”xxx”.

Agora selecione a partição a ser formatada e configure-a com o tipo de partição selecionado:

  • Format override fs=”NTFS” label=”etiqueta”: Executa um formato de baixo nível (apagamento seguro), configura sua partição no sistema de arquivos NTFS e define a etiqueta desejada.

Você pode também usar outros parâmetros e funções deste comando. Por exemplo, para executar um formato rápido em vez de sobregravar, digite format quick fs=”NTFS” label=”teste” size=409600 (o tamanho (“size”) é em MB).

Você criou e formatou sua partição. Se nenhuma letra for atribuída à partição, você não verá a unidade no Windows*.

Para ver a unidade, digite os seguintes comandos:

  • List vol: Mostra a lista de todos os volumes disponíveis
  • Sel vol: Seleciona o volume que você já criou com os últimos comandos.
  • Assign letter: Atribui uma letra à unidade para que o Windows possa vê-la. A unidade está pronta para usar. Por exemplo: assign letter=D.

Para obter mais informações sobre o DiskPart, consulte sintaxe de comandos e explicação dos comandos.

diskpart02

Fonte: Microsoft

Curtam nossas páginas

Acessar-o-link-agora

Curta e Compartilhe

CONTATO DIRETO: comercial@gerati.com.br
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
►Para DÚVIDAS, MANUTENÇÃO, SUPORTE ou COMPRA DE PCs temos as CONSULTORIAS onde você terá suporte do próprio dono do canal pessoalmente te ajudando com tudo!
Entre em contato pelo e-mail: comercial@gerati.com.br
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

► Site :           http://www.gerati.com.br
► Facebook : https://www.facebook.com/gerati.loja/
► Facebook : https://www.facebook.com/geratisolucoesti
► Blog:           https://gerati.wordpress.com/
► Twitter:     https://twitter.com/Gerati_Games
► Video:        https://www.youtube.com/user/geratisolucoesti

Anúncios
 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Como corrigir o erro fatal para instalação do WSUS

header_modo_offline2

O Erro Fatal: Falha ao iniciar e configurar o serviço do WSUS ocorre durante o processo de configuração do WSUS no Windows Server 2012 e 2012 R2. Para resolver é simples: vá até o IIS que foi instalado e apague o site criado para o WSUS, conforme ilustrado abaixo.

WSUS-erro

Feito isso rode novamente o assistente de configuração. Simples e fácil. Se gostou, comente. Se funcionou, comente. Se não… comente também! Sua opinião ajuda a melhorar o blog e, logicamente, fornecer conteúdo de qualidade para quem está com problemas.

Fonte: HTBRAZ Connect

Curta e Compartilhe

CONTATO DIRETO: comercial@gerati.com.br
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
►Para DÚVIDAS, MANUTENÇÃO, SUPORTE ou COMPRA DE PCs temos as CONSULTORIAS onde você terá suporte do próprio dono do canal pessoalmente te ajudando com tudo!
Entre em contato pelo e-mail: comercial@gerati.com.br
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

► Site : http://www.gerati.com.br
► Serviços exclusivos: http://geratisolucoes.com.br
► Facebook : https://www.facebook.com/gerati.loja/
► Facebook : https://www.facebook.com/geratisolucoesti
► Blog: https://gerati.wordpress.com/
► Twitter: https://twitter.com/Gerati_Games
► Video: https://www.youtube.com/user/geratisolucoesti

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

ANTES DE COMENTAR LEMBRE-SE:
►Não é permitido SPAM.
►Seja agradável com os outros como gostaria que fossem com você.
►Não use palavrões ou vocabulário vulgar.
►Evite Perguntas técnicas nos comentários.
para sua segurança e do seu PC.
QUEM NÃO SEGUIR AS REGRAS SERÁ BLOQUEADO!
Essas medidas são para proteger você de DANIFICAR SEU PC por conselhos erradas de terceiros como infelizmente já aconteceu!

 
Deixe um comentário

Publicado por em agosto 7, 2017 em Windows Server 2012

 

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Pfsense+Squid+SquidGuard logando no Active Directory

Na aba “Available Packages” procure por “squid” e mande instalar clicando no ícone no canto direito

Imediatamente você será direcionado para a página do Package Installer, nele veremos o progresso da instalação do pacote squid e suas dependências:

Vamos inserir as regras para a rede LAN:

OBS.: LAN net = LAN subnet

Agora vamos no menu Services > Proxy Server:

Na aba “General” certifique que “Transparent Proxy” está desmarcada.

Considerando que seu servidor wk3 está com o IP: 192.168.1.12, a senha do usuário Administrador é “pwd1admin” e seu domínio é prototipo

Na aba “Auth Settings” vamos adicionar os seguintes parâmetros:

Authentication method: LDAP

LDAP version: 3

Authentication server: 192.168.1.12

Authentication server port: 389

LDAP server user DN: cn=Administrador,cn=Users,dc=prototipo

LDAP password: pwd1admin

LDAP base domain: dc=prototipo

LDAP username DN attribute: uid

LDAP search filter: sAMAccountName=%s

OBS: Meu domínio coloquei somente o nome prototipo, não coloquei nada como .com.br ou .com

Após este processo o squid estará buscando os usuários pelo Ad, agora precisamos instalar o SquidGuard para que ele possa controlar estes usuários na rede.

Vá na aba Blacklist e baixe no site da shallalist os arquivos, ou cole na blacklist upload:http://www.shallalist.de/Downloads/shallalist.tar.gz

Vá na aba Common ACL e acesse Target Rules List e de um Deny no Default access All

Agora vamos adicionar em Group ACL os grupos que já temos cadastrados no Active directory.

No meu exemplo tenho cadastrado somente dois, um deles é “Internet-TI” “Internet-Padrao”, deixe-os  com letras maiúsculas ou minúsculas do jeito que postou no Active Directory.

Note que no campo cliente, possui alguns usuários, é importante adiciona-los pois o SquidGuard vai bloquear de acordo com as especificações que você adicionará logo em Target Rules list

No meu exemplo, o Grupo Internet-TI terá bloqueado somente webmail.

Para fazer o teste, clique em save e volte para a aba General Settings e deixe de acordo com a tela abaixo.

Assim que o squidguard iniciar ficará com status start. Aí é só testar.

Para fazer o teste fui no Internet Explorer e vá em Ferramentas>Opções da Internet>Configurações da LAN

Configure de acordo com o Ip de seu PfSense.

Agora de um Ok e Ok

Feche o navegador e abra-o novamente e agora coloque o login e senha do grupo que adicionou, no meu caso Internet-TI

Agira vou acessar um site que contenha webmail. Ex: www.hotmail.com.br

Este é o resultado.

Caso alguém tenha mais alguma ideia para tirar o cadastro de usuários no SquidGuard, pode postar aqui, espero ter ajudado.

Fonte: pfsense-br.org

Curta e compatilhe

Gerati Soluções em TI

 
Deixe um comentário

Publicado por em julho 27, 2015 em PFSense

 

Tags: , , , , , , , , ,

Habilitando Auditoria de Pastas no Windows Server 2008

Habilite a auditoria de arquivos no Windows para monitorar os eventos relacionados aos usuários, como: acessar, modificar e apagar arquivos e pastas monitorados em sua rede.
A configuração da Auditoria é feita em duas partes:
1) Habilitar a auditoria na pasta que deseja auditar
2) Habilitar a auditoria por Diretiva de Grupo
Configurando a Pasta que será auditada:
1. Abra o Windows Explorer e navegue até o arquivo (pasta) em questão.
2. Clique com o botão direito do mouse na pasta e clique em Propriedades, clique na guia Segurança e após Avançado.
3. Alterne para a guia de Auditoria e clique no botão Editar.
4. Clique em Adicionar para escolher os usuários e os grupos de monitoramento. A prática comum é adicionar o grupo de usuários autenticados.
Habilitando Auditoria de Pastas no Windows Server 2008_img01
5. Selecione caixas em eventos necessários para tanto Exito e Falha em Entrada de auditoria. Para uma auditoria explícita, selecione todas as caixas.
Habilitando Auditoria de Pastas no Windows Server 2008_img02
Aplicando Auditoria via GPO

1. Abra Iniciar -> Executar, digite secpol.msc e tecle Enter.
2. Edite ou crie a GPO onde deseja aplicar a Auditoria.
3. Navegue até Configuração de Segurança -> Diretivas locais -> Diretiva de auditoria.
4. Edite a Auditoria de acesso a objetos.
Habilitando Auditoria de Pastas no Windows Server 2008_img03
5. Nas Propriedades da Auditoria, marque as opções desejadas, conforme abaixo:
Habilitando Auditoria de Pastas no Windows Server 2008_img04
6. Clique em OK, e feche o Editor de GPO

Para aplicar as configurações imediatamente no computador, abra o Prompt de Comando e digite o comando”gpupdate /force

Agora, todas as tentativas de acesso serão rastreadas no log de segurança do Visualizador de Eventos. Se você quiser verificar quem excluiu determinado diretório, abra o Visualizador de Eventos em Logs do Windows na parte de Segurança. Procure o evento com número deidentificação 4663, conforme mostrado abaixo.

Habilitando Auditoria de Pastas no Windows Server 2008_img05
Habilitando Auditoria de Pastas no Windows Server 2008_img06
Espero ter ajudado
Curta e compartilhe nosso blog, obrigado.
 
Deixe um comentário

Publicado por em agosto 25, 2014 em Windows Server 2008 R2

 

Tags: , , , , , , , , ,

Criando e Configurando um Servidor DHCP no Windows Server 2008 R2

Basicamente os servidores DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) gerenciam centralmente endereços IP e informações afins, fornecendo de forma automática estas informações aos clientes. Isso permite que você defina as configurações de rede dos clientes em um servidor, em vez de configurá-las em cada computador cliente.

Neste post irei mostrar passo a passo como instalar e configurar um servidor DHCP no Windows Server 2008 R2.

Configurar um servidor DHCP depende de alguns fatores, como o número de clientes na rede, a configuração da rede e a implementação de domínios que você está usando em sua rede. Em se tratando de domínios do Active Directory (AD), deve se autorizar o servidor DHCP no AD para que o mesmo possa executar sua função.

Em se tratando de grupos de trabalho, não é necessário autorizar o servidor DHCP no AD.

Instalando o servidor DHCP no Windows Server 2008 R2

Abra o Gerenciador de Servidores, clique em Funções e depois em Adicionar funções.

criando-e-configurando-um-servidor-dhcp-no-windows-server-2008-r2.01

Ao clicar em Adicionar funções, irá aparecer uma janela de Assistente para Adicionar novas Funções. De início na janela que foi aberta aparecerá “Antes de começar”, que contém algumas explicações sobre o assistente. Você pode marcar a opção Ignorar está página, por Padrão para quando você abrir novamente o Assistente, essa mensagem não volte à aparecer. Clique em Próximo.

Na próxima tela irá aparecer as Funções que poderão ser instaladas no servidor. Neste caso selecione apenas Servidor DHCP.

criando-e-configurando-um-servidor-dhcp-no-windows-server-2008-r2.02

**É importante deixar claro que o servidor  DHCP deve possuir IP fixo!! Caso contrário ao selecionar a Função Servidor DHCP irá aparecer uma mensagem de aviso que o Servidor não possui IP fixo.

Clique em Próximo 2 vezes, já que a próxima tela irá fazer uma breve apresentação do protocolo DHCP, o que é um servidor DHCP, etc.

Na próxima tela será apresentada uma lista de conexões de rede do servidor que possuem IP fixo. Selecione as conexões que o servidor irá utilizar. No caso aqui, existe apenas uma conexão com IP fixo.

criando-e-configurando-um-servidor-dhcp-no-windows-server-2008-r2.03

Clique em Próximo.

Nesta tela é necessário informar o nome DNS do domínio pai e o endereço do DNS IPv4. As configurações atribuídas aqui serão disponibilizadas para todos os clientes que usarem o IPv4.

criando-e-configurando-um-servidor-dhcp-no-windows-server-2008-r2.04

Clique em Próximo.

Na próxima tela ele pede para instalar o servidor WINS (Windows Internet Naming Service). Vale lembrar que o WINS só é utilizado em Sistemas Operacionais antigos como Windows 95, 98 e NT por exemplo. Neste caso então vamos deixar marcado a opção WINS não é necessário aos aplicativos desta rede. Quem faz o papel do WINS hoje em uma rede moderna é o DNS.

criando-e-configurando-um-servidor-dhcp-no-windows-server-2008-r2.05

Clique em Próximo.

Na próxima tela será adicionado o escopo do servidor DHCP. Clique em Adicionar e abrirá uma nova tela. Nesta tela coloque o nome do escopo, o endereço IP inicial do range do DHCP e o endereço final do range. No meu caso aqui coloquei o nome Intervalo1, endereço inicial para distribuição de IPs 192.168.10.10 e endereço final de Ips 192.168.10.200, tipo de sub-rede com fio, máscara de sub-rede 255.255.255.0 e gateway do meu próprio servidor.

criando-e-configurando-um-servidor-dhcp-no-windows-server-2008-r2.06

Clique em Ok e depois em Próximo.

Esta etapa de adicionar escopo poderia ter sido pulada para ser configurada mais tarde clicando em Próximo.

Na próxima tela ele apresenta opções para especificar se o modo DHCPv6 sem monitoração de estado deve ser ativado ou desativado. Como estou trabalhando apenas com IPv4 vou marcar a opção Desabilitar o modo sem monitoração de estado de DHCPv6 para este servidor.

criando-e-configurando-um-servidor-dhcp-no-windows-server-2008-r2.07

Clique em Próximo e será apresentado a configuração do servidor DHCP. Clique em Instalar.

criando-e-configurando-um-servidor-dhcp-no-windows-server-2008-r2.08

Feito isso o servidor DHCP já está instalado. Caso seja necessário reinicie o servidor.

criando-e-configurando-um-servidor-dhcp-no-windows-server-2008-r2.09

Como dito anteriormente, se você estiver utilizando domínio do AD, deve se autorizar o servidor DHCP no AD.

Para isso abra o DHCP indo em Iniciar > Ferramentas Administrativas > DHCP

Na árvore à esquerda clique em DHCP e depois no menu Ação.

Clique em Gerenciar Servidores Autorizados.

Será aberto uma caixa de diálogo, clique em Autorizar.

Quando for solicitado, digite o endereço IP do servidor DHCP que deve ser autorizado.

Nota importante: Se o DHCP for instalado em um servidor que atua como um controlador de domínio, o servidor DHCP será automaticamente autorizado e a autorização não poderá ser removida.

Dica: Como o DHCP é muito importante para a inicialização do cliente e para o acesso à rede, deve-se levar em conta a redundância digamos assim do servidor DHCP, ou seja, se possível utilizar dois servidores DHCP (um em “stand by”) na rede para caso um deles venha a falhar a rede não fique parada. No entanto, configurar roteadores para encaminhar difusões DHCP ou ter agentes de retransmissão DHCP reduz a necessidade de utilizar servidores adicionais.

 
Deixe um comentário

Publicado por em agosto 7, 2014 em Windows Server 2008 R2

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,